"Bolsonaro baixou combustível, subiu Auxílio e mobilizou bispos para conseguir subir só 3%”, Coimbra